quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

#133

Untitled

Pensar nele é inevitável, evito-o, evito falar de algumas situações e continuo a perguntar-me como é possível passado todo este tempo, todas as desilusões, todas as frustrações, e todas as mentiras e omitidas, a mulher oficial, eu ainda nutrir sentimentos por ele! Eu não o posso julgar haverá sempre o factor distância entre nós, e ele não pode parar a sua vida por algo tão inseguro, eu nunca na vida ia deixar os estudos por um homem, logo não lhe ia exigir neste caso que deixasse o trabalho.
Há pouco mais de um mês confessou-me que é "fraco" entendo isto como não conseguir lidar com certas situações nomeadamente o eu em carne e osso, acho que também fiz muito estrago naquele coração, e confessou ainda "não gosto dela como devia", "não gosto dela como gosto de ti", estas palavras nunca me saíram da cabeça... Para ajudar à festa, há poucos dias descobri que ele (por outra fonte) pode vir visitar a ilha ao lado e a cada dia só me sinto mais ansiosa, será que ele irá avisar-me caso a visita realmente aconteça? Trará a mulher? Se não avisar, e eu aparecer-lhe à frente, qual será a sua reacção? Estas são só algumas perguntas que me pairam na cabeça, e agora vocês pensam, não tens amor próprio? Tenho, tenho amor próprio, tenho o orgulho elevadíssimo, sei manter-me no meu canto, no meu lugar, claro que quando vou abaixo perco todo esse orgulho e lá vai asneira mas depressa ergo-me e mantenho-me o mais forte possível mas fica aqui registado, eu posso ter mil homens, mas se continuar a sentir o que sinto por ele e se ele der sinais que ainda sente o mesmo por mim, podem ter a certeza que vou lutar por ele, dou-a a quem doer, a menos que tenha filhos pelo meio, aí penso duas vezes. PRIMEIRO OS ESTUDOS. Algum dia irá ele cumprir a sua promessa para comigo? Será ele o homem da minha vida? Dessa eu tenho a certeza que sim. O meu homem misterioso que um dia me irá abrir as portas do seu coração e desvendar-me o mais misterioso mistério.
E esse é um resumo do que vos queria contar nos últimos meses sobre o Nico mas tenho vindo a evitar, falar nele magoa-me tanto, ninguém imagina, tento e sou forte todos os dias mas a dor continua aqui dentro, e irá continuar, no entanto estou a viver um dia de cada vez, aproveitar cada oportunidade e ser feliz, sozinha, por acaso até me corre bem a vida agora, noutros campos é claro.

2 comentários:

Ísis disse...

Forçaaaaaa baby <3 tu és mais forte, muiiito mais forte e sabes que um dia essa dor vai desaparecer. Acredita em mim, não digo esquecer, digo que a dor desaparecerá <3 <3 LY Moreeeeeeeeeeee <3

Timtim Tim disse...

Difícil. Não sei que te diga. Nunca estive numa situação assim, por isso só te posso desejar que consigas ultrapassar seja de que forma for: com ou sem ele.