segunda-feira, 3 de abril de 2017

#188



art
Está cada vez mais insuportável viver nesta casa, como é possível viver com uma mulher que só tem o mal dentro de si? Como é possível viver com uma pessoa que só te deseja mal? E como é possível essa pessoa ser a tua própria mãe? Uma mãe por norma quer o melhor para os seus filhos, esta pessoa deseja o meu mal, quer ver-me no fundo do poço, todos os dias roga-me uma praga diferente, não consegue ver-me minimamente bem, nem a mim nem a meu pai, ele principalmente não merece essa mulher, merecia muito melhor. Não vejo a hora de voltar a sair desta casa para fora, o que me agarra aqui é o meu pai e a instabilidade financeira. Tenho pena que isto tenha chegado aqui mas são muitos anos a viver assim, não suporto mais, o ambiente de merda que aquela mulher cria em qualquer lado que entra, não suporto o facto de sempre falar mal nas minhas costas, não suporto aquele mau humor e frustração dela, não a suporto mais, cheguei ao meu limite.... 

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

#187

dog, pug, and glasses image

Pela primeira vez, fui ver um filme em 3D, adorei !!!! Claro que com tantos óculos a escolher, escolhi um avariado e tive que sair no início do filme para o ir trocar, depois a chuva torrencial e os trovões fizeram ficar presas no cinema durante uma hora, escorreguei em plena zona de restauração, querem mais? É melhor ficar por aqui. 

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

#186

anime

Tenho saudades tuas, tenho saudades nossas, tenho saudades daquilo que nunca vai acontecer entre nós, 3 horas em anos é sempre tão pouco. E há exactamente 7 meses e umas horas atrás estávamos juntos. Sabe sempre a pouco. 

domingo, 27 de novembro de 2016

#185

bitch, karma, and mirror image

O karma é mesmo... O karma. No semestre passado fui praticamente expulsa do meu grupo porque não fiz ponta nos trabalhos, este semestre fui trocada, a colega que me foi ''substituir'' a uma semana de se começar a entregar trabalhos pediu aos professores para trocar de grupo porque o que estava inserida não estava a trabalhar, e necessitava de não ir a exames o mesmo acontecia comigo neste momento, estava praticamente a dar em doida, uma pessoa para 5 trabalhos académicos é dose. Enfim, isso tudo para dizer que afinal quem é que não trabalha? A minha coleguinha do semestre passado estava mal habituada porque no primeiro eu fazia o trabalho todo e ela só precisava de corrigir algumas frases e colocar mais formalidade, o semestre passado tive algumas dificuldades sim, mas dei o meu máximo, tanto que só para verem o carácter dela, em pleno meu aniversário obrigou-me a fazer o trabalho enquanto ela conversava e quando eu recebia chamadas e demorava mais um pouco ao telemóvel, chamava-me. E perguntam-me porque deixaste chegar a isso? Porque ela é daquelas pessoas que podem não ter razão mas arranja argumentos para deitar qualquer um abaixo, até conseguir o que quer. E eu prefiro não alimentar o ego desse tipo de pessoas, ignoro e pronto. Mas eu sabia que ia chegar o dia dela. E chegou. Estou desejosa de ver os trabalhos, agora sei que ela vai fazer nem que seja só para mostrar que tem altas notas (depois de falar com os professores, e conseguir a sua sorte em aumentar a nota). Não que isso me interesse, porque neste momento só penso em mim e conseguir o pelo menos o 12 em todas as disciplinas para não fazer exames. E claro estou desejando que estas três semanas passem e que eu não tenha mais de olhar para aquela cara, nem para esta residência. E já me alonguei demais, agora entre trabalhos e testes vou dar o meu melhor de novo, e com uma nova colega de grupo, estou tão mais aliviada.
Bom resto de Domingo queridos turbulentes. E torçam por mim.